21 de ago de 2011

Aprendendo a Se Apaixonar de Novo - A arte de manter um bom Casamento

.(Por PR. Silmar Coelho)
 • Quando você se casou sua primeira emoção falou mais alto.

• Tudo culminou com uma lua de mel maravilhosa.

• Romance, paixão, celebração e prazer.

• Você estava certo de que nada poderia ficar entre você e seu cônjuge.

• O romance manteve as suas emoções alteradas e o amor superou os desentendimentos, a raiva, e a dor.

• Ora, se a paixão e romance eram mais fortes do que as dificuldades.

Está claro o que precisamos fazer?

• Mantenha acesa a chama do amor. O desejo de amar deve ser mais forte do que qualquer desentendimento.

• Aprenda a perdoar e buscar a cura emocional.

• Cuidado para que expectativas irreais do casamento o façam vulnerável.

• Não espere o romance continue como se fosse uma febre - a paixão existe - mas ela vem e vai.

• Quem não é capaz de perdoar e renovar o amor fará com que o casamento torne-se emocionalmente falido, emocionalmente morto.

• A maioria dos casamentos pode sobreviver a uma grande dose de estresse externo, mas poucos casamentos sobrevivem à morte emocional.

• Perdão, reconciliação e luta pela unidade são essenciais para a manutenção de um relacionamento emocional saudável.


Confrontar-se com cuidado e carinho.



• Casamento exige uma relação de responsabilidade diante de Deus e do homem.

• O desejo de enfrentar um ao outro pode ser a nossa primeira linha de defesa, mas além de nos afastar um do outro, nos afastará de Deus.

• Quando um dos cônjuges nota que o outro está negligenciando as disciplinas espirituais deve motivar a mudança com delicadeza e doçura.

• Mas nunca use Deus e a Bíblia como uma marreta.

• A impaciência e a o “pavio curto” são sinais que a vida espiritual está ficando em segundo plano.

• Confronte com sensibilidade e sabedoria (Salmos 51.17, 34.18, Tiago 4.6-10).

• Não evite a confrontação quando alguma coisa que vai mal precisa ser abordada (Hebreus 3.9-13).

• Quem ama não permanece em silêncio quando o outro vive um padrão autodestrutivo ou prejudicial a sua família, ou a causa de Cristo.

A reconciliação é OBRIGATÓRIA!


• O perdão é necessário em todos os nossos relacionamentos - mas o confronto e reconciliação dependem das circunstâncias e do agir do Espírito Santo.

• O casamento é a exceção. Deus ordenou a unidade do relacionamento conjugal. Ele exige que os maridos e as esposas não apenas perdoem uns aos outros, mas também tomem todas as medidas necessárias para assegurar a reconciliação!

• Em muitos relacionamentos, pode haver uma lacuna entre o perdão e a reconciliação.

• Pode haver intervalos naturais de separação. São lacunas do tempo que nos proporcionam a oportunidade de colocar nossas emoções sob controle e gastar tempo meditando sobre o assunto para receber o toque do Espírito Santo que nos levará em direção à reconciliação.

No casamento há exigências diferentes!


• O casamento envolve viver juntos para sempre.

• I Coríntios 7.1-5 nos ensina a viver juntos e partilhar unidade física juntos em uma base regular para evitar a tentação, só abstendo-se de união por curtos períodos de tempo e apenas para o jejum e oração; e assim mesmo se os cônjuges estão de acordo.

• O casamento não é um relacionamento casual.

• Devemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que haja paz entre nós (I Pedro 3.11).

• É preciso cultivar uma relação que reflita o tipo de inquebrável, união de amor que existe entre Cristo e Sua Igreja (Efésios 5.30-32).

• No casamento, a reconciliação significa estar continuamente empenhado em proximidade, união e parceria divina.

• Haverá ocasiões quando você precisa de espaço para lidar com conflitos interiores - mas, apenas o tempo suficiente para a questão ser resolvida.

• Deus ordena que os casados se reconciliem - Faça o que for preciso para que o seu casamento se mantenha forte e saudável.

• Siga a sua verdade - não as SUAS emoções!



 PERDÃO - Um modelo para os seus filhos.

• Seus filhos vão conviver com um mundo hostil. Relacionar-se é dolorido. Se eles não aprenderem a perdoar terão dificuldades irremediáveis.

• Um dos melhores presentes que você pode dar aos seus filhos é o espírito perdoador que você exemplifica e ensina.


 Que Deus nos abençoe e até a próxima






Salmo 34. v. 9

"Temei ao Senhor, vós os seus santos pois não tem falta alguma aqueles que o temem".

FALE CONOSCO!




ADORAÇÃO

Loading...

SEJA UM SEGUIDOR DO BLOG!